quarta-feira, abril 18

DIARY| TIRAR A CARTA DE CONDUÇÃO - A minha experiência



Hello maltinha!!
Quanto a este tema, eu queria falar nele em vídeo e cheguei a gravar, mas não gostei do resultado final e então preferi fazer apenas um post aqui.

Pensei então que era importante escrever algo sobre isto, porque há muita gente com receios, medos e dúvidas. Além disso, é sempre bom ouvir opiniões de quem tirou à pouco tempo e não daqueles que já conduzem há anos e já não se lembram dos medos que uma pessoa tem. 

Para quem me segue sabe que este era um dos meus desejos e metas a atingir em 2017/2018 (O POST SOBRE ISSO AQUI), e já comecei a tirar em novembro de 2017 por isso é mais um objetivo cumprido com grande sucesso!


Não vos contei mais cedo porque ninguém, nem mesmo a minha família sabia o que andava a fazer, foi uma surpresa para todos!

Espero muito muito que gostem e se mesmo depois deste post não ficarem esclarecidos, sintam-se à vontade para me questionar!



A minha história:

Vou começar pelo inicio de tudo. O decidir começar a fazer o código.

Primeiro andei a ver preços em todas as escolas de Coimbra e a pesquisar, mas sempre sem ter aquela grande iniciativa de começar, tal era o receio. Acabava sempre por deixar andar. Até que encontrei a escola mais barata e acabei por conversar com o meu namorado sobre isso e tomei a decisão de que iria à tal escola para pedir mais informações, mas de repente, ele manda-me uma cena do facebook de outra escola de condução a fazer uma promoção. Foi aí que disse "Se não for agora, já não encontro mais nada assim tão barato de certeza". Nessa semana fui logo lá e na segunda a seguir comecei as aulas de código.

Foi tudo tão rápido que nem acreditava que aquilo estava mesmo a acontecer.


O código é fácil, vão tendo aulas com um instrutor, podem tirar as dúvidas, vão fazendo testes, têm uma senha para fazer testes online. Nada demais e depois também depende de escola para escola.
Entretanto, fui a exame de código e passei, o IMT estava muito querido, porque o exame foi muito fácil e tudo tranquilo.



A seguir, vieram as aulas de condução e o medo. A primeira foi só dar uma voltinha, o instrutor pergunta se já conduzimos alguma vez, explica-nos o funcionamento do carro e nada muito complicado.
O pior está quando as aulas já começam a ser algumas e a pressão de começar a fazer bem também começa. Fui ganhando alguns medos. E, sendo o mais sincera possível, havia alturas que me apetecia desistir (claro que já tinha pago tudo e não podia) e que dizia que nunca ia conseguir conduzir, mas à medida que era forçada a ir para as aulas, fui também ganhando alguma experiência e perdendo os medos.
"Cheguei a sair de lá a chorar, mas agora que já passei por isso, admito que exagerei MUITO."
Tive bastantes aulas com instrutores diferentes, uns gostei mais, outros odiei. Cheguei a sair de lá a chorar, mas agora que já passei por isso, admito que exagerei MUITO. Fiz um bicho de sete cabeças do que não era preciso. O mais normal é ter medo, o ser humano é mesmo assim! Acreditem em mim! Mas isso não quer dizer que não consigam. Se todos conseguem porque é que não havemos nós de também conseguir? Temos é de enfrentar os nossos receios!
"(...) ficámos as duas super felizes."
As aulas foram passando e eu tive de pedir exame. O meu exame foi a uma segunda-feira às 9h e eu fui a primeira a conduzir. Passei o fim de semana todo super nervosa.
No dia cheguei lá, eles pediram-me os documentos, mandaram-me para o carro e eu continuava nervosa. Liguei o carro, comecei a conduzir e comecei também a sentir alguma calma e leveza, não vos sei bem explicar. O nervosismo desapareceu e finalmente consegui. Eu passei, a minha colega também passou e ficamos as duas super felizes. É como conduzir sozinha. O examinador só diz as direções, o resto fica ao nosso critério.


Os meus conselhos:
  1. Pesquisem bem todas as escolas de condução que estiverem ao vosso alcance geograficamente, que comparem preços e o que eles têm para vos oferecer, que se dirijam as escolas, vejam os fb delas, porque pode sempre haver uma promoção como a que encontrei.
  2. Contem a menos pessoas possíveis, porque têm muito menos pressão em cima. Não há tanto aquela cena de fazer todos felizes, de passar logo à primeira, para não haver criticas, etc. 
  3. Para o exame de código pode ser algo complicado decorarem as velocidades, procurem no Google métodos, que eles existem e ajudam bastante mesmo.
  4. Se chumbarem não se aflijam, acontece. Conheço pessoas que chumbaram e conduziam super bem, mas o nervos levaram a melhor. É normal! Claro que por vezes o medo de perder mais dinheiro é bastante, porque esse era também o meu maior medo, mas quando forem tirar a carta já têm de saber que isso é uma possibilidade e por isso é sempre bom guardar algum dinheiro de reserva.
  5. Se vos calhar algum instrutor mau, peçam para trocar ou chamem-no à atenção, não tenham medo! Lembrem-se sempre que são vocês que estão a pagar e a pagar bem para serem ensinados. Eu tive de chamar o meu à atenção para não me falar mal e foi tudo na boa, acabamos amigos na mesma! 
  6. Não exagerem como eu fiz. É o pior que podem fazer. Um dia mau não significa que conduzam mal ou que nunca mais conseguirão conduzir. Isso é da cabeça e se pensarem assim podem estar a criar um medo da condução para a vida e é completamente desnecessário. Eu tive bastantes dias maus e hoje, passado uma semana de ter a carta já consigo andar bem sozinha.
  7. Antes de pedir exame, têm de falar com o instrutor. Aproveitem e tirem todas as vossas dúvidas sobre o dia do exame.
  8. No dia antes do exame bebam cházinho de camomila e no dia, meia hora antes também. Ajudou-me imenso.
  9. Por último, depois de ter a carta CONDUZAM! Não tenham medo, quanto mais tempo passar, pior vai ser. Têm de ser fortes e enfrentar os vossos medos!



Questões: 
  • Os preços rondam os 600/700€ e em algumas escolas pode chegar aos 800€.
  • O exame de código é meia hora, com 30 questões.
  • O exame de condução demora mais ou menos 35 minutos, é feito no carro que costumam conduzir na escola e, à partida começam a conduzir por ordem alfabética. O IMT é que escolhe a data e a hora.


Se me tiver esquecido de algo, digam! Tirem as vossas dúvidas.
Há muita coisa que difere de escola para escola e até da zona do país.
Mas de qualquer forma, no que poder ajudar, fá-lo-ei!

Espero muito ter sido útil!

⬛⬜⬛⬜



13 comentários:

  1. Na altura, também tive muito medo de tirar a carta. Mas agora, adoro conduzir!
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda me estou a habituar, mas acho que é só uma questão de tempo!
      Beijinhos :)

      Eliminar
  2. Adorei ler a tua experiência e aproveita agora que podes conduzir, vais ver que vai dar imenso jeito!!

    Novo post: http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2018/04/ootd-75-classic-look.html

    Beijinhos ♥

    ResponderEliminar
  3. Eu precisava de ter bebido litros de chá de camomila ahahahh
    Felizmente já passou:)

    ResponderEliminar
  4. Confesso que nunca consegui ter coragem para tirar a carta, não tanto pelo código, mas é o conduzir que tenho medo, depois de ter sofrido um acidente ainda piorou esse medo.
    Até já me tentaram colocar ao volante num terreno descampado para perder o medo, mas sem sucesso =/

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois eu imagino, assim com essa fobia não deve ser nada fácil!! Mas custa mais tirar porque há sempre aquela pressão de passar, depois andar sozinha torna-se muito mais simples!

      Eliminar
  5. Este pois devia ter sido feito antes de eu tirar a carta :p conteúdo muito útil!
    Segui o teu blog.

    Beijinho

    www.keke.pt

    ResponderEliminar
  6. eu estava super entusiasmada para tirar a carta, via todos os meus amigos a tirar e no ano que fiz 18 aproveitei uma promoção e inscrevi-me logo, ainda antes do meu aniversário. demorei quase 1 ano a tirar porque tinha imensa preguiça de ir às aulas e também porque só havia 2 instrutores para toda a gente na escola que escolhi.
    o código foi fácil já a condução ao início estava super entusiasmada mas depois parece que nunca progredia, as dificuldades eram sempre as mesmas e nunca ficava mais fácil. tenho quase a certeza que o meu instrutor achava que eu ia reprovar mas lá acabei por passar no exame de condução. também chorei e até hoje odeio conduzir, só mesmo quando tem mesmo que ser, odeio estar ao volante de um monte de chapa assassino e ter que estar atenta a tudo, dá-me dores de cabeça! bahh
    beijinhos :) https://ratsonthemoon.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, passados quase 3 meses, conduzo todos os dias porque tem mesmo de ser e todos os dias continuo a cometer erros e a aprender, há dias que penso "nunca mais pego no carro"! Por isso percebo perfeitamente !!

      Eliminar
  7. Aqui no Alentejo os preços são exorbitantes. A minha carta custou 1100€, tenho-a há 6 anos. :P
    Parabéns!! :)
    Beijinho

    www.trendsandfashionblog.pt

    ResponderEliminar